Escolha uma Página
Oi mulherada!
Oi gestante!
Oi mamãe! Oi futura mamãe! 
Este post é pra vocês =)
Hoje tive o prazer de entrevistar na TV a Sarah V. de Aguiar, especialista em UTI neonatal e pediátrica. Na ocasião, ela compartilhou dicas importantíssimas sobre amamentação e outros assuntos relacionados a gravidez e bebês! Quem viu? – A entrevista foi ótima. Muuuito boa!
 
Pensando nas minhas leitoras (queridas!) do blog, abaixo segue um resumo do nosso bate papo.
Tá cheio de informação bacana!
Leiam com atenção =)
E se conhecerem alguma ‘gravidinha’, mostrem esse texto para ela também ;)
 
 
Quando o assunto for amamentação, é importante:  
1- Retirar o excesso de roupas do bebê (se possível, deixá-lo somente de fralda, para que permaneça bem ativo durante a mamada);
2- Verificar se há necessidade de troca de fralda e realizá-la, antes da mamada;
3- Se a mama e a aréola estiverem cheias e tensas, proceder a massagem das mesmas, retirando o excesso do leite. A aréola deve estar macia (não tensa), para que o bebê consiga realizar a pega correta;
4- Escolher a melhor posição para a mamãe e o bebê (barriga com barriga, posição de cavalinho, posição invertida ou de jogador de baseboll, mãe deitada na lateral e bebê com o tórax elevado). O importante é manter pescoço e coluna alinhados;
5- Colocar um pouco de leite materno na ponta do mamilo, para que o bebê sinta o sabor e odor;
6- Encostar o mamilo no lábio ou no canto da boca do bebê, fazendo assim com que o mesmo abra bem a boca para mamar;
7- Quando o bebê estiver com a boca bem aberta, trazer sua face ao seio e deixar com que faça a pega correta;
8- A mão da mãe deve estar posicionada em forma da letra “C”, com o polegar aberto acima da aréola e os demais dedos dando sustentação à mama, na região da prega mamária (região inferior da mama);
9- Na pega correta, as bochechas do bebê permanecem cheias (sem covinhas), o queixo fica encostado na mama,os lábios ficam voltados para fora(principalmente o inferior), consegue-se observar mais aréola acima da boca do bebê do que abaixo. O bebê suga, deglute e respira;
10- No início da mamada, o bebê suga num ritmo mais rápido e, geralmente após 10 minutos, esse ritmo passa a ser mais lento. Se necessário, estimule o bebê;
11- Para estimular o bebê, assoprar levemente a face, passar os dedos (cócegas) na região plantar dos pés, movimentar levemente o mamilo na boca do bebê;
12- O tempo mínimo da mamada deve ser de cerca de 20 minutos, não havendo um tempo máximo preconizado para cada seio. Quanto maior o tempo em um seio, maior a quantidade de leite rico em gordura e nutrientes o bebê receberá;
13- Quando a mãe perceber que a mamada eficaz cessou (aquela em que o bebê suga, deglute e respira), deve retirá-lo do seio, pois o ato de somente sugar gera conforto, por isso alguns bebês ficam somente sugando o mamilo após já estarem satisfeitos.Em uma mamada eficaz, dificilmente o bebê permanece acima de 30 minutos em um seio. Caso isso esteja ocorrendo frequentemente, tentar oferecer o outro seio após cerca de 30 minutos, para evitar lesão mamilar;
14- Ao encerrar a mamada, a mãe deve colocar o seu  dedo “mindinho” (5°dedo) no canto da boca do bebê, retirando assim o mamilo da boca, de maneira que o bebê não puxe o mamilo;
15- Antes de oferecer o outro seio, sente o bebê em seu colo e passe a mão nas costas, com leves movimentos, para despertá-lo. Neste momento, o bebê já poderá arrotar (não ocorre em todas as mamadas, principalmente quando o bebê está realizando a pega correta e em aleitamento materno). Mantenha o bebê na posição vertical por cerca de 5 a 10 minutos, para que o mesmo arrote, se houver necessidade.  Se o bebê quiser o outro seio, deixe com que mame a vontade;
16- Caso o bebê queira mamar somente em um seio, ordenhe a outra mama, até seu ponto de conforto. Nunca deixe de ordenhá-la. Na mama em que o bebê mamou por menos tempo (caso tenha mamado nas duas), realizar ordenha até o ponto de conforto ou até que a mama esteja mais vazia e flácida;
17- Na próxima mamada, ofereça a mama em que o bebê mamou por último (caso tenha se esquecido, ofereça a que sentir que está mais “pesada”). Se o bebê tiver mamado em um único seio, ofereça a que foi ordenhada;
18- Após a mamada, o bebê deve permanecer pelo tempo mínimo de 10 a 15 minutos, em decúbito elevado. Não há tempo máximo. Este posicionamento favorece o esvaziamento gástrico, facilitando a digestão. A posição barriga com barriga, com o bebê na vertical, é recomendada e prazerosa. Caso possua o sling canguru, poderá utilizá-lo;
19- Aproveite para dormir/relaxar/descansar enquanto o bebê dormir;
20- Amamentar a noite aumenta os níveis de prolactina  (hormônio responsável pela produção do leite). Portanto é importante que o bebê mame no seio materno ao menos uma vez durante a noite;
 
ATENÇÃO: Para realizar a ordenha manual ou com desmamadeira (máquina de ordenha manual ou elétrica) é fundamental que, antes desse procedimento, seja massageada a aréola e toda a mama, com movimentos circulares e profundos.  As máquinas elétricas possuem vários ritmos de sucção; no início, utilizar os ritmos mais rápidos e superficiais e, após os primeiros 5 a 10 minutos, passar para o ritmo mais lento e intenso. Regule a intensidade de acordo com a sua tolerância. A ordenha correta, com a mama devidamente massageada, não deve doer. A ordenha deve ser realizada até o ponto de conforto da mulher, no qual a mesma sente a mama mais flácida e leve.
Caso esteja utilizando máquina de ordenha manual ou elétrica, atente-se sempre para a limpeza, seguindo a recomendação do fabricante.
 
Amanhã trago mais algumas orientações pra vocês!
Espero ter ajudado =)
Beijokas! 


A foto foi retirada da internet. Se você é fotógrafo ou responsável por agenciar conteúdo fotográfico, que possua os direitos dessa imagem, e não quer que ela apareça aqui, favor entrar em contato e será prontamente removida.

Pin It on Pinterest

Share This