Escolha uma Página
O chá verde é feito a partir das folhas de Camellia sinensis. Inúmeros estudos sobre os benefícios do chá verde indicam que ele auxilia na prevenção de algumas doenças crônicas, como câncer e diabetes. Também foi apontado que o consumo de chá verde aumenta a proporção do bom colesterol (HDL) em relação ao mau colesterol (LDL). Outros estudos mostram que o consumo de chá verde pode melhorar a resistência das pessoas que praticam esportes regularmente.
Portanto, se você consumi-lo, além de conseguir os efeitos de hidratação, vai aproveitar os benefícios da planta. Mas atenção: é imprescindível preparar o chá corretamente.
Confira as orientações do nutrólogo e doutor em Ciência dos Alimentos Edson Credidio.
Quais os benefícios do chá verde?
Pesquisa recente divulgada por cientistas do “Beth Israel Deaconess Medical Center”, em Boston, nos Estados Unidos, revelou que substâncias presentes nos chás verde e/ou preto ajudam diminuir a mortalidade entre pessoas que já tiveram um infarto. Além disso, a bebida ajuda no equilíbrio do colesterol, na melhora do sistema circulatório e na regeneração da saúde da pele. Alguns trabalhos indicam que a catequina (substância presente na erva) é uma potente antioxidante, ou seja, possui capacidade de neutralizar a formação de radicais livres (compostos relacionados ao envelhecimento das células). Desse modo, o chá verde (e/ou preto) previne doenças cardíacas e aumenta a resistência imunológica. Outros estudos sugerem ainda que o chá verde oferece efeito protetor contra o mal de Parkinson, doença cerebral caracterizada pela perda da coordenação motora e por tremores.
É verdade ou mito que o chá verde emagrece?
Em 1999, o American Journal of Clinical Nutrition dos EUA publicaram um estudo mostrando que pessoas que consomem chá verde queimam mais calorias do que outras pessoas, devido ao aumento da taxa metabólica, sendo indicado para ser incluído em dietas para perda de peso. O chá verde aumenta a termogênese (queima de gordura) podendo, portanto auxiliar na perda de peso. Quando ocorre a queima de gordura é liberado gás carbônico e água, e isso aumenta a diurese (produção de urina pelo rim).  
Qual o modo correto de preparar o chá verde?
Você deve:
1º ferver a água;
2º desligar o fogo;
3º colocar as ervas na água;
4º deixar as ervas de 3 a 5 minutos na água quente.
5º por último, coar e servir.
Atenção: Se as ervas forem deixadas por mais tempo na água quente o chá vai ficar amargo. Isso acontece por causa da liberação de uma substância chamada tanino.
Não esqueça: É importante que os chás, assim como os sucos, sejam ingeridos imediatamente após o seu preparo para que não haja perda de nutrientes e vitaminas.
Qual o consumo ideal de chá verde?
Recomendam-se no máximo três xícaras por dia. O ideal são duas xícaras: uma após o almoço e outra após o jantar. Evite a ingestão antes de se deitar, pois pode afetar o sono.
É verdade que chá em cápsula pode colocar a saúde em risco?
Sim. Em cápsulas o chá deixa de ser alimento e passa a ser considerado medicamento, devido a grande concentração do produto. O consumo de cápsulas só pode ser feito com orientação médica. Para se ter uma idéia, o consumo de uma única cápsula corresponde a ingestão de dez xícaras da bebida. Esse excesso pode sobrecarregar órgãos como o fígado.
Quais as diferenças entre chá verde e chá branco?
Assim como o chá verde, o chá branco é proveniente da Camellia sinensis, planta rica em substâncias antioxidantes chamadas polifenóis. Apesar de ter a mesma origem que o chá verde, a produção do chá branco é diferente. O principal diferencial está na colheita das folhas, que se dá antes das flores se abrirem – e é feita somente em dois dias do ano, entre os meses de abril e maio. Para o processo são utilizados apenas os brotos mais jovens da planta. Esses brotos têm uma leve coloração prateada por ainda estarem cobertos por uma fina penugem branca – daí a origem do termo chá branco.
No chá verde, partes da planta são secas ao sol, depois expostas ao vapor e novamente voltam a secar, não passando pelo processo de fermentação, ficando assim com sabor amargo. No chá branco, os brotos são colhidos muito jovens, antes de passar pela fotossíntese; sua secagem é feita naturalmente no escuro. Suas propriedades são mais concentradas e o sabor é adocicado. O chá preto é produzido a partir de folhas maduras que são secas e tostadas, resultando num chá de sabor forte.
O consumo exagerado pode causar efeitos colaterais?
É preciso tomar cuidado no consumo dessa bebida. Chá verde em excesso pode reduzir a absorção de outros nutrientes; provocar irritação gástrica; insônia e excitação. De qualquer forma, a recomendação é saborear uma ou duas xícaras e ganhar mais saúde! É inegável que as ervas podem prevenir e até auxiliar na cura de algumas enfermidades. Mas não podemos esquecer que é necessário fazer o bom uso deste recurso.
Como saber se o chá verde utilizado é de boa procedência?
Você deve comprar em locais que tenham o Selo de Inspeção Federal (SIF). Evitar sempre comprar em feiras livres ou a granel, pois nesses casos não terá garantia da procedência. Também é fundamental respeitar o prazo de validade.

– as imagens utilizadas acima são de fontes externas e não autorizadas. Se você é fotógrafo ou responsável por agênciar conteúdo fotográfico, que possua os direitos de alguma dessas imagens, e não quer que ela apareça aqui, favor entrar em contato e ela será prontamente removida. 

Pin It on Pinterest

Share This