Escolha uma Página

26-gastrite

antiacido

 

A gastrite é uma inflamação, infecção ou erosão da mucosa do estômago. Ela pode ser desencadeada por bactérias, uso de medicação prolongada, aumento da secreção do ácido estomacal ou intolerância a alguns alimentos. O estresse tende a piorar a dor. “O tratamento do problema é feito com medicamentos, mas a alimentação tem um papel decisivo na melhora do quadro”, explica o nutrólogo André Veinert.

estomago-com-gastrite

Os cuidados com o cardápio começam com o horário das refeições. Evite intervalos muito grandes sem ingerir nada, já que o suco ácido do estômago pode causar irritação e desencadear uma nova crise de gastrite. “No estômago, o alimento funciona como uma barreira, por isso faça refeições a cada três horas”, aconselha o nutrólogo. Mas, em contrapartida comer demais também faz mal. “Fique de olho na quantidade e temperatura dos alimentos, não coma nada muito quente, por exemplo”.

São aliados do estômago: ovo, mamão, batata, brócolis, pão integral, gelatina, iogurte, água de coco e sucos naturais. “A banana ou a biomassa de banana verde também é indicada. Quando o paciente é diagnóstico com gastrite significa que o estômago está habitado por bactérias ruins, a banana vai ajudar as bactérias boas a permanecerem vivas e recuperar o tecido estomacal”, explica. “O iogurte, como citado acima, também vai repor essas bactérias benéficas”.

Sobre a ingestão de legumes e verduras refogadas elas controlam a acidez do estômago, mas nunca deixe as folhas muito duras, pois nesse caso elas podem criar um incômodo ao serem ingeridas.

Os chás podem fazer parte dos alimentos ingeridos no intervalo das refeições. O de melissa, erva-cidreira, camomila e erva-doce aliviam os sintomas da gastrite.

Cuidado com o leite! Ele pode trazer alívio em um primeiro momento, mas depois estimular a produção de ácido estomacal.

 

Se atente à lista do que deve ser evitado

Podem piorar o quadro de gastrite: frituras, carnes gordurosas, queijos – principalmente os amarelos -, embutidos como bacon, salame, salsinhas e mortadelas. Temperos fortes também estão proibidos. Os que causam mais problema são a pimenta, a mostarda, a noz-moscada e a páprica, além é claro do vinagre. “Alguns pacientes precisam controlar também as frutas, pois as ácidas, como o abacaxi, a acerola e o limão pioram a dor”, diz o nutrólogo.

As bebidas alcoólicas, assim como o café aumentam a produção de ácido e pioram a dor. “Esses líquidos e alimentos devem ser descontinuados até que se note melhora do problema”, finaliza Veinert.

 

Fonte – André Veinert, nutrólogo da Clínica Healthme Gerenciamento de Perda de Peso

Pin It on Pinterest

Share This