Escolha uma Página
Cada vez mais são descobertos alimentos que desempenham funções benéficas ao organismo e ajudam na prevenção de doenças. O tema do post de hoje trata exatamente sobre um desses alimentos: o iogurte.
É rico em bactérias que protegem o organismo de microorganismos que causam desde um simples resfriado até certos tipos de câncer.
A maioria dos iogurtes contém bactérias dos gêneros Lactobacillus e Bifidobactérias. Quem explica é o médico nutrólogo e doutor em Ciência dos Alimentos, Edson Credidio
Todo iogurte possui bactérias lácteas vivas?
Sim. São elas a Lactobacillus bulga­ricus e a Streptococcus thennophilus. Em cada mililitro de iogurte há cerca de 6 mi­lhões de bactérias formadoras de co­lônias. As colônias de bactérias representam um número inimaginável de microorganismos. Uma única gota desse derivado do leite pode conter até 500 milhões desses microorganismos – todos agin­do em favor do organismo.
Quais os principais benefícios dos iogurtes?
Fortalece o sistema imunológico e melhora a produção de vitaminas do complexo B. O iogurte, rico em bactérias benéficas, ajuda o organismo a combater à proliferação de bactérias ruins, potencialmente prejudiciais.
Qual iogurte é melhor: natural ou que possui frutas?
Ambos são benéficos. A escolha, no entanto, deve ser feita segundo a necessidade de cada um. Enquanto o iogurte natural possui um teor mais elevado de leite, portanto rico em cálcio, vitaminas e proteínas, a versão com frutas agrega outros benefícios nutricionais. Caso você queira combater ou prevenir a osteoporose e complementar uma dieta pobre em proteínas, por exemplo, prefira o primeiro. Mas se o seu objetivo é enriquecer o cardápio com vitaminas e fibras, opte pelo segundo.
Há diferenças nutricionais entre o iogurte tradicional e o light?
A diferença está apenas no teor de calorias e lipídeos, menor, claro, no produto light, cerca de 25% menos. Esse, então, é mais indicado para quem tem problemas com a balança.
Os iogurtes caseiros são tão bons quanto os industrializados?
Depende. Se observadas as condições ideais de higiene do processamento, o iogurte feito em casa pode igualar­-se ao industrializado. O importante é observar a temperatura cor­reta durante todo o processo. Caso contrário, vira coalhada diferente do iogurte, inclusive no sabor. (Confira abaixo algumas receitas iogurtes caseiros!)
O iogurte pode ser considerado mais saudável do que o leite?
Tanto um quanto o outro são saudáveis. O que vai determinar qual deles deve ser consumido com maior freqüência são as necessidades de cada indivíduo. Entenda: o leite é rico em cálcio, proteínas e vitaminas, principalmente A e D. O iogurte, além de apresentar esses nutrientes, é um alimento funcional, ou seja, ajuda a prevenir e com­bater doenças, principalmente as do aparelho digestivo. Se puder, consuma os dois à vontade.
Os benefícios do leite fermentado são os mesmos do iogurte?
O iogurte é um tipo de leite fermentado, como tantos outros disponíveis no mercado. A diferença está nos microorganismos utilizados na fermentação. Os leites fermentados podem melhorar a flora intestinal, fortalecer o sistema imunológico, auxiliar no combate ao colesterol. Acredita-se que sejam capazes até de prevenir determinados tipos de câncer no estômago e no intestino. Os principais benefícios do iogurte estão diretamente li­gados ao aparelho digestivo. Os fermentados são indicados para cólon irritado e tem uma ação excelente para este problema. 
Quem apresenta intolerância ao leite pode consumir iogurte?
Normalmente sim, a intole­rância ao leite ocorre quando há uma deficiência na produção da “lactase”, enzima responsável pela digestão do açúcar do leite, a “lacto­se”. Só que os microorganismos presentes no iogurte produzem es­sa enzima e digerem a lactose an­tes que ela entre em contato com o aparelho digestivo. No entanto, se o déficit de lactase for muito gran­de, até mesmo o iogurte pode não ser bem aceito, provocando vômi­tos e diarréia.
É verdade que o iogurte acelera o metabolismo e ajuda a emagrecer?
Pesquisas apontam que o cálcio encontrado em altas doses no leite e no iogurte pode estar liga­do ao metabolismo dos lipídeos, ou seja, à quebra de gordura, segundo pesquisas da Universidade de São Paulo. Essa rela­ção ficou evidente numa experiência realizada pela Universidade do Tenessee, nos Estados Unidos. Durante 12 semanas, adultos que consumiram três potinhos de iogurte todos os dias perderam cerca de seis quilos a mais do que aqueles que não incluíram o alimento na dieta.
É verdade que iogurte regulariza o intestino e combate prisão de ventre?
As bactérias do iogurte produ­zem boa quantidade de ácido lác­tico, substância que ajuda a diminuir a acidez do intestino, regularizando assim o seu funciona­mento. Os microorganismos presentes no iogurte também se alojam nas paredes intestinais, protegendo da agressão das bactérias patogênicas presentes nas fezes, por exemplo.
Faça em casa!
– Saiba como preparar o iogurte caseiro com leite de vaca
Ingredientes
1 litro de leite de vaca (integral ou desnatado);
1 xícara de iogurte comercial ou cultura para iogurte;
1 iogurteira (ou caixa de isopor);

Frutas de sua preferência
Modo de preparo: Aqueça 1 litro de leite a 45 graus. Não deixe ferver, precisa apenas estar morno! Adicione uma colher de iogurte industrializado e misture bem. Mantenha a mistura a uma temperatura média de 40 graus por aproximadamente oito horas. Para isso, utilize a iogurteira ou coloque em uma jarra de vidro com tampa e guarde em uma caixa de isopor. Também pode envolver a jarra com um cobertor, se estiver frio. No dia seguinte você terá um litro de iogurte, guarde na geladeira e vá utilizando como preferir! Depois de pronto, basta misturar no liquidificador com a fruta de sua preferência!
– Iogurte caseiro com soja
A receita é igual à do iogurte comum. Você só precisa substituir o leite de vaca pelo leite de soja. Até o leite de cabra pode ser usado! Em geral, quando se usa leite de soja leva-se menos tempo para ficar pronto. Anote a receita:
Ingredientes
1 litro de leite de soja;
1 xícara de iogurte comercial (ou cultura para iogurte);
1 iogurteira ou caixa de isopor;
Modo de preparo: Aqueça o leite de soja a 45 graus. Adicione o iogurte industrializado e mexa bem. Mantenha a mistura a uma temperatura média de 40 graus por aproximadamente oito horas.
fonte: Edson Credidio (nutrólogo e doutor em Ciência dos Alimentos) 

Pin It on Pinterest

Share This