Escolha uma Página
Oi saudáveis!

Muitas pessoas ficam na dúvida na hora de escolher os alimentos antes e depois de uma atividade física.

É importante destacar que a alimentação e/ou suplementação devem ser extremamente individualizados. O acompanhamento de um profissional capacitado é sempre indicado para poder alcançar o objetivo! Mas, independentemente da finalidade, treinar de barriga vazia ou deixar de se alimentar após a prática da atividade física é um erro.

A alimentação antes do treino evita a fadiga muscular, a perda de massa magra e a hipoglicemia, já que a queda dos níveis de açúcar no sangue pode provocar mal-estar e tontura. 

Por isso, o ideal é se alimentar cerca de 30 minutos antes de malhar.

“Nessa fase, o melhor é ingerir carboidratos, que se transformam em glicogênio, substância que fornece energia aos músculos. A dieta correta ajuda a reduzir o percentual de gordura e a aumentar a massa magra.”, ensina Larissa Faria Garbin, nutricionista clinica funcional e esportiva.

Se no pré-treino você comer apenas proteína ou ficar em jejum, o corpo termina “consumindo” músculos para obter energia, causando perda de massa magra e do tônus muscular – e, consequentemente, diminuição do ritmo do metabolismo.

Portanto, para um bom desempenho, é importante investir em fontes de carboidratos.

Sugestões de lanches rápidos:

• Pão de forma (1 fatia) + geleia de frutas (1 colher de sobremesa)

• Mamão papaia (1/2 unidade) ou banana prata (1 unidade) com aveia (2-4 colheres de sopa)

• Batata doce, mandioca cozida ou inhame (cerca de 100 gramas)

A nutricionista Carolina Guimarães (do blog Saboridades) também separou três dicas para a alimentação pré treino. {Adoro as dicas dela!}

Anote aí:
1) 1 banana prata (se possível congelada) + 1 collher/sopa de pasta de amendoim integral – bater tudo!! Além de ser praticamente um sorvete delicioso, contém o carboidrato da banana e gorduras e proteínas boas da pasta de amendoim. Quem quer emagrecer pode trocar a banana por cerca de 6 morangos grandes congelados.


2) Shake de whey com leite! 200ml de leite semi desnatado + 2 scoops de whey – Essa opção deixa a absorção dos nutrientes mais lenta sendo ótima para quem não vai fazer pós treino. Outras versões são: usar leite de arroz ou amêndoas no lugar do leite de vaca, incluir frutas ou sementes como linhaça, chia ou amaranto no shake.

3) Uma ou duas fatias de pão integral + queijo cottage e atum ou patê de proteína + chá verde ou café – a cafeína pré treino atuará como um excelente termogênico durante a atividade física e até mesmo após esta. A proteína do cottage com o atum e o carboidrato do pão integral farão uma combinação ideal para quem gosta de pãozinho no dia a dia, principalmente se o treino for pela manhã.


E depois do treino?

No final do exercício, o organismo entra em fase de recuperação muscular –por isso é importante consumir algo logo depois de malhar, e agora a proteína passa a ser o alimento mais importante, já que agiliza a recuperação do organismo, reconstruindo as fibras musculares e deixando-as mais fortes e resistentes para o próximo treino.
É necessário ressaltar que a dieta ao longo do dia também é importantíssima! O equilíbrio nas refeições é fundamental! “Basta ter proteínas em TODAS as refeições, e procurar se alimentar exatamente de 3/3hs ou até em intervalos menores. O binômio treino x alimentação é que vai te fazer bem sucedida (o). Tanto a dieta toda quanto a atividade física escolhida devem ser bem feitas.”, finaliza Carolina.

Ótimas dicas né?!
Eu amei – espero que tenham gostado também!
Volto amanhã com mais um post!
Até =)

Pin It on Pinterest

Share This