Escolha uma Página

Ovo.

Eu adoro!

Você gosta?

Saiba que o ovo é considerado um alimento nutricionalmente completo e ideal para o consumo.

O ovo é um dos alimentos mais versáteis e um dos mais antigos consumidos pelo homem. Há indícios de que o ovo passou a fazer parte do cardápio do homem há 3.200 a.C., época em que se estima que tenha acontecido a domesticação das galinhas. Hoje o ovo é um dos alimentos mais comuns na mesa de muitos brasileiros.

A criatividade dos profissionais da gastronomia possibilitou diversas maneiras e formas de se preparar o ovo.
Mas apesar de um alimento rico em proteínas, muitas pessoas têm receio de consumi-lo, principalmente por causa da salmonela – bactéria que causa intoxicação alimentar. Muitas pessoas também associam o ovo aos altos níveis de colesterol e como sendo um vilão para a saúde do coração.
Mas afinal, ovo faz bem ou mal para a saúde?
Para esclarecer os mitos e verdades sobre esse alimento, ouvi o médico nutrólogo e doutor em Ciência dos Alimentos, Edson Credidio.

Afinal, o ovo é “mocinho” ou “vilão” para saúde?
Os ovos contem alto valor biológico. É a melhor proteína que nós temos na natureza. Possui ferro, ácido fólico (uma vitamina que combate a anemia), zinco, selênio, vitamina A, complexo B, colina e outros. È um alimento completo e de alto valor nutritivo. Contribui na construção de célula, defesa do organismo, crescimento de pêlos, cabelos, unhas. O ideal seria consumir ovos de três a cinco vezes por semana.

Antes de comprar, o que observar?

Deve-se comprar ovos limpos, sem quebraduras ou trincas, dentro da data de validade e com procedência.

Como saber se o ovo está fresco ou velho?

Há várias maneiras:
1º Agitar – Se você ouvir o som da gema batendo contra a casca, isso indica que a célula de ar já está bastante grande e a clara aguada. Quando o ovo não está mais tão fresco, a gema se movimenta em seu interior.
2º Quebrar – O ovo fresco possui gema arredondada envolta por um anel de clara. A gema achatada, muito clara e esparramada significa que o ovo já tem algum tempo e precisa ser muito bem cozido.

3º Flutuar – coloque o ovo dentro de um copo alto cheio de água. Ovos muito frescos descem para o fundo do copo, afundam! Ovos com cerca de sete dias começam a subir para a superfície, com a parte arredondada voltada para cima. Se o ovo flutuar na superfície da água, isso significa que tem pelo menos 21 dias.

4º Luz – Coloque o ovo contra luz forte. Os ovos crus frescos são translúcidos. Você gira o ovo em várias direções e a gema permanece no centro. À medida que o tempo passa, a gema começa a se deslocar.

A cor da casca tem relação com a qualidade do ovo?

A cor da casca é apenas um fator racial hereditário ou alimentar, portanto nada tem a ver com o valor nutritivo do alimento. A cor da casca não demonstra a qualidade do ovo e sim a raça da galinha.

É colocado hormônios na produção dos frangos?

O hormônio é proibido pelo Ministério da Agricultura e colocar esta substância em qualquer tipo de animal no Brasil é crime. Hormônio em carnes e ovos não passa de “lenda urbana”.
     Como os ovos devem ser armazenados para aumentar a durabilidade?
Deve-se colocá-los na geladeira.

Devemos lavar os ovos antes de usar?

Não. Os ovos possuem aproximadamente 17 mil poros e, quando eu lavo o ovo, as bactérias utilizam a água como meio de transporte para o interior do ovo. Na casca, desde que esteja seca, a salmonela é inofensiva.

O ovo pode substituir a carne?

Sim. O ovo é um alimento rico que pode substituir a carne de vaca.

Como utilizar o ovo em um plano alimentar?

O ovo faz parte do grupo dos alimentos construtores e os alimentos deste grupo devem ser utilizados 2 a 3 vezes por dia. Obviamente a dieta deve ser equilibrada. Devemos consumir diariamente alimentos construtores (ovos, carnes, leguminosas, feijão, nozes, leite e derivados), reguladores (vegetais e frutas) e energéticos (arroz, massa, pães e cereais). Comer variado é o segredo para manutenção da boa saúde!

É verdade que o ovo pode elevar níveis do colesterol e prejudicar o coração?

Há estudos que evidenciam que, em adultos sadios, o consumo diário de ovos eleva os níveis do ‘bom colesterol’ (HDL) na corrente sanguínea, evitando obstrução dos vasos. Não podemos esquecer que o corpo produz 70% do colesterol e apenas 30% são oriundos dos alimentos ingeridos. Portanto, não podemos condenar o ovo. O consumo de ovos, isoladamente, não pode ser considerado a causa dominante das doenças cardiovasculares e outros problemas de saúde pública.

É verdade que o ovo aumenta o QI, melhora o funcionamento do cérebro e melhora a saúde dos portadores de Alzheimer e Parkinson?

O ovo pode aumentar o QI e melhorar o funcionamento do cérebro porque ele possui alto teor de colina e Omega 3. A colina é importante para a função cerebral em adultos. Além disso, em gestantes o ovo de galinha pode fornecer colina suficiente para o desenvolvimento do cérebro do feto. Também é ótimo para crianças em crescimento ou em idade escolar.

– as imagens utilizadas acima são de fontes externas e não autorizadas. Se você é responsável por agênciar conteúdo fotográfico que possua o direito de uma dessas imagens, e não quer que ela apareça aqui, favor entrar em contato e ela será prontamente removida.

Pin It on Pinterest

Share This