Escolha uma Página
Oi mulherada!
Hoje no Mulher.com eu recebi a especialista em ginecologia e obstetrícia Juliane Lotuffo (ela é sensacional!). Na oportunidade, falou sobre as principais doenças que afetam o útero. Separei algumas informações relevantes. Sugiro a leitura!
SINAIS DE QUE ALGO PODE ESTAR ERRADO:
1. Hemorragia ou falta de menstruação
2. Dores na relação
3. Inchaço (É normal apenas antes da menstruação)
4. Cólicas (Se forem fortes a ponto de lhe causar ânsia de vômito, consulte-se.)
5. Secreção vaginal com odor forte.
Doenças mais comuns:

Mioma: É tumor benigno que se alimenta de estrogênio. O tratamento anula a produção desse hormônio. Em alguns casos, ele é retirado em cirurgia. 



Endometriose: Em vez de ser eliminado na menstruação, o sangue gruda na parede do útero, o endométrio. Ele atrofia, causando dor e dificuldade para engravidar. O tratamento é clínico ou cirúrgico.
O endométrio é a membrana que reveste a parede do útero. É o endométrio que abriga o óvulo fecundado; e, quando não ocorre gravidez, o endométrio é renovado por meio da descamação que ocorre durante o fluxo menstrual. Quando o endométrio está presente em outro local fora do útero, damos o nome de endometriose.
A endometriose pode ser encontrada nos ovários, trompas, superfície externa do útero, intestino, bexiga ou em outros locais próximos ao abdomen.


 Geralmente a mulher com endometriose apresenta os sintomas:

► Cólicas menstruais que não cessam com as medicações convencionais;
► Dor durante o ato sexual;
► Infertilidade (em média 40% das mulheres com infertilidade têm endometriose e algumas com endometriose poderão ter dificuldade na hora de engravidar);
► Cisto de ovário;
► Alterações menstruais;
► Sintomas intestinais e urinários (a mulher pode sentir vontade de ir ao banheiro mais vezes durante o fluxo menstrual);

  •  Pólipos: Pequenos tumores que se formam na cavidade do útero e podem causar infertilidade. A paciente faz microcirurgia.
  • Sinéquia: As paredes do útero grudam. Surge após processos infecciosos, inflamatórios ou abortos.
  • Câncer de colo do útero: O HPV é a causa. Surgem lesões na mucosa da vagina, imperceptíveis a olho nu. Se o diagnóstico demora, pode evoluir para câncer.



Quanto mais tardio o diagnóstico, mais difícil é o tratamento. Por isso, é importante consultar sempre o seu médico ginecologista! Mantenha o papanicolau em dia =D


– as imagens utilizadas acima são de fontes externas e não autorizadas. Se você é fotógrafo ou responsável por agênciar conteúdo fotográfico, que possua os direitos de alguma dessas imagens, e não quer que ela apareça aqui, favor entrar em contato e ela será prontamente removida

Pin It on Pinterest

Share This