Escolha uma Página
Temos a nossa disposição diversos alimentos que oferecem benefícios ao organismo e ajudam na prevenção de doenças. Já comentei aqui sobre algumas frutas e oleaginosas que não podem faltar no cardápio. Neste post optei escrever sobre os prebióticos e probióticos. Você já ouviu falar?
Os alimentos prebióticos são fibras alimentares (carboidratos não digeríveis pelo organismo) resistentes à ação de enzimas. Eles ajudam na manutenção da flora intestinal; previne diarréia e a constipação intestinal; contribui na eliminação do excesso de glicose (açúcar) e colesterol no sangue.
Já os probióticos são bactérias saudáveis que quando ingeridas em quantidades adequadas promovem benefícios ao corpo.

A maioria dos probióticos contém as bactérias dos gêneros lactobacillus e bifidobactérias – apesar dos nomes estranhos, essas bactérias são grandes aliadas à saúde.
Podem ser encontradas em diversos alimentos e suplementos dietéticos, como por exemplo, tabletes, iogurtes, leites fermentados e algumas bebidas de soja.

“O papel dos prebióticos e probióticos é equilibrar a flora intestinal e proteger o organismo para que não seja agredido pelas bactérias ruins. Por isso que é interessante depois do consumo de um antibiótico fazer uso de um alimento probiótico – ele refaz a flora que o antibiótico destruiu e diminui a irritação do cólon do intestino grosso”, afirma o médico nutrólogo e doutor em Ciência dos Alimentos, Edson Credidio.
O consumo regular de alimentos contendo probióticos proporciona o fortalecimento do sistema imunológico. “O filósofo Pitágoras era grande defensor deste tipo de alimento. É muito rico e, por isso, indicado para crianças e idosos”, lembra Credidio.

De acordo com o médico nutrólogo, as pesquisas sobre o modo de ação dos probióticos e prebióticos iniciaram há aproximadamente 50 anos. “Em 1930, Minuro Shirota extraiu do intestino humano e cultivou a bactéria do ácido láctico denominada lactobacillus casei shirota, dando origem ao alimento funcional chamado de “Yakult”. A bebida previne o câncer de cólon no intestino grosso pois elimina substâncias cancerígenas.”

Outros benefícios dos probióticos são apontados por uma pesquisa realizada pela Universidade da Pensilvânia. Segundo a publicação, um grupo de mulheres tomou dois copos da bebida, por dia, durante um mês. Os tumores que possuíam pararam de crescer. Pesquisadores suíços também notaram uma redução de problemas respiratórios e sinusites em quem tomou a bebida.
“O consumo de alimentos probióticos também é importante para os indivíduos com intolerância à lactose, devido ao aumento de uma enzima que facilita a digestão da lactose”, ressalta Credidio.

Consumir alimentos contendo prebióticos e probióticos é sempre indicado!
Mas não basta apenas isso. Vale lembrar que uma vida saudável está relacionada não somente com os alimentos que são ingeridos, mas também com o estilo de vida, influência do meio ambiente e atividade física.

Por isso aproveite o Ano Novo para colocar em prática novos hábitos de vida!  

Fonte: Edson Credidio, médico nutrólogo e doutor em Ciência dos Alimentos. È autor do livro “Probióticos e prebióticos na prevenção de doenças” (editora Otoni, Itu/SP, 2ªedição, 2008)

– as imagens utilizadas acima são de fontes externas e não autorizadas. Se você é fotógrafo ou responsável por agênciar conteúdo fotográfico, que possua os direitos de alguma dessas imagens, e não quer que ela apareça aqui, favor entrar em contato e ela será prontamente removida.

Pin It on Pinterest

Share This