Escolha uma Página
Hoje, 29 de agosto, é o Dia Nacional de Combate ao Fumo.
Poucos sabem, mas os danos que o cigarro causa não se limitam aos pulmões. Segundo o chefe do Serviço de Ortopedia do Hospital e Maternidade Celso Pierro da PUC-Campinas, José Luis Zabeu há também lesões menos conhecidas, tais como a cegueira e o envelhecimento precoce da pele.  “A mulher na menopausa perde em média cerca de 0,5% da massa óssea anualmente, o que é parte do processo de envelhecimento. Já a fumante, perde mais de 1% ao ano”, acrescenta Zabeu.
Segundo o ortopedista, o fumante que quebra um osso também demora mais para se curar do que quem não fuma.
Você sabia?
O tabagismo é a primeira causa de morte evitável no mundo.
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) o cigarro mata anualmente quase 6 milhões de pessoas em todo o planeta – dessas, 600 mil são fumantes passivos.
A química do cigarro:
 10  motivos para você parar de fumar
1.    Risco de morte: cerca de 10 mil de pessoas morrem por dia por causa do fumo, alerta a Organização Mundial da Saúde (OMS). Para ter uma ideia, é como se Portugal sumisse do mapa a cada ano.
2.    Danos à saúde: Fumantes passivos em ambientes fechados correm um risco de 30% a mais de contrair câncer de pulmão e têm 24% de chances a mais de ter infarto.
3.    Câncer. De acordo com o Instituto Brasileiro de Controle do Câncer (IBCC), o cigarro está relacionado com os cânceres de boca, laringe, faringe, esôfago, pulmão, estômago, bexiga urinária, pâncreas, fígado, colo uterino, cólon, reto e até de mama.
4.    Varizes nas pernas. O cigarro enfraquece a parede da veia, propiciando a dilatação e a formação de varizes. Também aumenta a coagulação sanguínea, causando risco de trombose.
5.    Envelhecimento precoce. Fumar faz com que a elasticidade da pele diminua, dando um aspecto mais envelhecido. Isso sem contar que as unhas e os cabelos ficam quebradiços.
6.    Complicações na gravidez. Fumar durante a gestação aumenta o risco de aborto e parto prematuro.
7.    Manchas nos dentes. Os efeitos do alcatrão e da nicotina amarelam e causam manchas dentais. O cigarro está relacionado ainda com tártaros, mau hálito e alteração do paladar.
8.    Doenças respiratórias e infecções pulmonares. O tabagismo é a principal causa de problemas cardiovasculares e respiratórios.
9.    Infertilidade. Homens e mulheres que querem engravidar devem ficar longe do cigarro, que está associado à diminuição dos óvulos, à perda da função reprodutiva e à antecipação da menopausa.
10. Multa. Em muitas cidades brasileiras, fumar em local fechado dá prejuízo para o bolso. Em São Paulo, o estabelecimento que permitir o cigarro, recebe multa de R$ 792,50.

A fumaça do tabaco, durante a tragada, é inalada para os pulmões e distribuindo-se para o sistema circulatório. Entre 7 e 9 segundo ela chega ao cérebro.

Se você está pensando em parar de fumar, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) oferece algumas dicas:
Marque um dia para parar. Que tal hoje? Se isso não funcionar, reduza o número de cigarros fumados por dia e passe a fumar um a menos a cada dia;
Adie o primeiro cigarro do dia o quanto aguentar e tente aumentar diariamente esse tempo sem fumar;
Esqueça os cigarros de baixo teor, isso é seguir fumando;
Nas primeiras semanas, fuja de atividades e lugares que lembrem o cigarro (como o happy-hour no barzinho);
Evite café, refrigerantes e principalmente bebidas alcoólicas;
– Beba muita água (isso ajuda a reduzir a vontade de fumar).
Como em todo vício, parar de fumar exige vontade e disciplina. Não é uma tarefa fácil, mas vale o esforço! O importante é não desistir nunca!
  

Pin It on Pinterest

Share This